MENSAGEM DO SÍNODO DOS BISPOS DA IGREJA ARMÊNIA CATÓLICA

O Patriarcado Armênio Católico realizou seu Sínodo dos Bispos, de 3 a 13 de setembro de 2019, no mosteiro de Bzommar, no Líbano, sob a presidência do Katolicos Patriarca de Cilícia dos Armênios Católicos, Sua Beatitude Gregório Pedro XX. Participaram os Arcebispos, Bispos e Ordinários das Arquieparquias, Eparquias e Ordinariatos da Armênia, Síria, Egito, Irã, Israel, Rússia, Geórgia, Estados Unidos, Canadá e América Latina.

Foram tratados temas espirituais, pastorais, canônicos e sociais, relativos a toda a Igreja Armênia Católica. Os Padres sinodais discutiram, em particular, as seguintes questões prementes:

a) A situação insegura e preocupante no Oriente Médio, particularmente a situação conturbada da Síria e do Iraque, bem como o desenvolvimento político e econômico do Líbano. Também foram discutidas as medidas necessárias para aliviar o sofrimento moral do povo armênio, particularmente no que se refere à vida social, familiar e educacional, bem como o trabalho que deve ser feito para evitar o maior número possível de exilados, especialmente das famílias com pessoas idosas. b- Os Padres sinodais apreciaram uma série de publicações recentes e importantes da Igreja Armênia Católica, como a tradução da Liturgia das Horas, do Livro dos Salmos e a tradução revisada do Novo Testamento, tudo do armênio clássico para o armênio moderno ocidental.

c- Eles reforçaram o processo em andamento de beatificação do Servo de Deus, Patriarca Armênio Católico, Cardeal Gregório Agagianian. Todos receberam para as suas regiões, impressos em diversas línguas, contendo uma síntese da vida do Servo de Deus, o seu Testamento espiritual e uma oração pedindo sua Beatificação.

d- Os Padres do Sínodo também analisaram os temas apresentados pelas diversas Comissões Patriarcais, de liturgia, ecumenismo, catequese, direito canônico, etc…

e- Foram também analisadas questões administrativas, pastorais e financeiras do Patriarcado e das eparquias, a fim de tomar medidas apropriadas.

f- Os Padres Sínodais também enfatizaram a necessidade de aproveitar ao máximo os meios de comunicação, especialmente os meios audiovisuais modernos e a imprensa, para tornar a fé cristã mais acessível e aplicável especialmente aos jovens. Os Padres também terminaram de aprovar o Código Particular da Igreja Armênia Católica, prescrito pelo Código dos Cânones das Igrejas Orientais.

h) O Sínodo prestou atenção especial à Igreja Católica na Armênia e reafirmou seu apoio à preservação dos direitos humanos na Mãe Pátria e pelo reconhecimento internacional da República de Artsakh.

Fonte: http://www.armeniancatholic.org