Loading...

Ir. Dikranouhi Pajanian comemora 92 anos

Ir. Dikranouhi Pajanian comemora 92 anos
Nascida no Imirim, desde pequena assistia a missa todos os dias. Graças à mãe, católica, encontrou seu caminho na fé. São 73 anos de vida consagrada, a maior parte deles ao lado de sua irmã Armenouhi, falecida em 2018, também chamada a consagração dois anos depois dela.
Dispostas a abraçar a clausura no Mosteiro da Luz, ambas mudaram os planos depois da visita ao Brasil do Cardeal Gregório Pedro Aghadjanian. Ao saber que as duas desejavam servir a Deus, ele as convenceu a integrar a Ordem das Irmãs Armênias da Imaculada Conceição, em Roma. Lá, na capital da Itália, Dikranouhi preparou-se para a vida consagrada.
A volta ao Brasil aconteceu somente oito anos depois das duas irmãs abraçarem o hábito. Pouco tempo depois, no entanto, o destino trouxe uma grata surpresa. Por ocasião da montagem de uma casa da Ordem da Imaculada Conceição no Brasil, Armenouhi e Dikranouhi voltaram ao lar. Elas participaram da organização da nova casa em São Paulo e ainda do lançamento de uma escola, próximo ao Ibirapuera. Ao todo, foram três anos de trabalho intenso.
Infelizmente, o custo de uma unidade no Brasil tornou inviável a manutenção das atividades das Irmãs Armênias da Imaculada Conceição. A casa foi fechada e as Pajanian voltaram para a Europa. A família só tornaria a se reencontrar anos depois – desta vez, em definitivo. Ao longo desses anos, a Ir. Dikranouhi marcou a comunidade armênia católica de São Paulo com sua oração e testemunho de fé vivido na simplicidade.